O amor é uma droga!

Sem roteiro,
Envenena-o com prazer intenso, doce, imenso,
O vírus que não se contagia pelo ar;
Mas,
No olhar, a dilatar.

Pensamentos são ondas eletromagnéticas,
Frequências que fazem dois mundos pensarem a mesma frase,
A mesma palavra,
O mesmo ato,
O mesmo sorriso,
Um só paraíso.

Não se vende,
“Vende” dentro.
Incolor, indolor, invisível, e ainda sim,
muda tuas características, teu comportamento,
Teu pensamento.

Neurose,
Abstinência, não como a de uma droga qualquer.
Mais uma dose, um trago, faça-me inalar.
Dê-me mais, dê-me mais,
Sei que não preciso, mas me satisfaz.

O amor é uma droga
Por essa droga: mata-se; se mata,
Difere porque não existe peso. Não se paga um preço.
Iguala-se quando se aprecia,
E se vicia.

Alan Pimentel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s